Últimas Notícias


Servindo Voluntariamente Cabo Verde e a Humanidade

No dia 27 de Outubro, aconteceu um encontro oficial entre a Cruz Vermelha de Cabo Verde e os Diretores Executivos (Diretor Executivo de respostas, programas e serviços internacionais, Omar Abou-Samra, Diretor de Desastre e Catástrofes e Diretor RLF e DIH) da Cruz Vermelha de Washington.

Esteve em pauta dos assuntos tratados: as mudanças climáticas, respostas e engajamento em situações de conflito, parcerias e mobilização de recursos e planos estratégicos. Ficou aberta a possibilidade de construção de um centro de excelência de respostas às catástrofes em Cabo Verde; Possibilidade e disponibilidade para mobilização de parceiros como a FICV, Sociedades Nacionais parceiras, Centro de Clima, Cruz Vermelha Americana, parceiros estatais, etc.

Ficou acordado que a Cruz Vermelha de Cabo Verde deve enviar o relatório de projeto de estudos CLIMA financiado pela FICV- Centro do Clima na Holanda. Assim como, a deslocação de uma equipa da Cruz Vermelha americana a Cabo Verde para aprofundar as questões e delinear os processos e planos.

Paralelamente, aconteceu um encontro com os responsáveis dos programas Restabelecimento de laços Familiares-RLF e do Direito internacional Humanitário- DIH onde foi feita a apresentação das áreas de intervenção, possíveis recursos, relações internas e externas e parcerias com outras Sociedades Nacionais. Por parte do Presidente da CVCV, foi partilhado as necessidades da Cruz Vermelha de Cabo Verde tais como em áreas de formações e treinos, meios para as respostas humanitárias, migração continental e extra continental e equipamentos.

No dia 25 de Outubro, o Presidente da Cruz Vermelha de Cabo Verde, Dr. Arlindo Carvalho foi recebido pela Diretora do Centro de Estudos Estratégicos de África (CEEA) da Universidade de Defesa Nacional dos Estados Unidos , Dra. Armanda J. Dory e pelo Decano Chefe Dr. Malaquias Azis. Das conversações e abordagens feitas com a direção deste prestigioso centro resultaram os seguintes entendimentos e pontos convergentes:

a) A segurança marítima enquanto parte da segurança humana, faz parte do conceito Global e abrangente da defesa Nacional e da segurança. Neste quadro, as partes abriram a possibilidade de uma colaboração institucional na montagem e no desenvolvimento de ações conjuntas que favorecem a paz, o desenvolvimento humano bem como de ações abordagem e engajamento nos domínios: humanitário e social.

b) A realização de uma missão de CEES a Cabo Verde para aprofundamento das abordagens com vista a montagem do projeto de Estudo tendo como objeto a experiencia de Cabo Verde nas respostas às demandas nos domínios das alterações climáticas e dos seus impactos nas comunidades instituições e ao nível da defesa, segurança marítima e humana.

c) O Presidente manifestou a sua disponibilidade e o interesse da CVCV trabalhar com CEEA em Cabo Verde.

d) A Diretora do CEEA manifestou a sua intenção de convidar o Presidente da Cruz Vermelha de Cabo Verde para participar no Fórum dos Representantes dos Polos do CEEA previsto para o próximo ano.

No dia 22 de Outubro foi comemorado o Dia Nacional do Voluntariado na Cidade do Tarrafal de Santiago. O evento contou com a presença do Presidente de Conselho Local CVCV do Tarrafal, Presidente da Cruz Vermelha de Cabo Verde e o Presidente da Câmara Municipal do Tarrafal.

De igual modo, foi realizado a entrega oficial do título de Membro Honorário da Cruz Vermelha de Cabo Verde ao Dr. José Semedo da Rosa e o Dr. João Lisboa Ramos. Momento este de muita emoção e gratidão por parte dos ilustres voluntários desta importante instituição humanitária.

Enquadrado no lema deste ano “ Voluntários juntos na mitigação dos efeitos das alterações climáticas” foi realizado duas palestras: “Alterações Climáticas e o papel do Voluntario na mitigação do seu impacto nas pessoas e nas comunidades” e “ Abordagem comunitária e alterações climáticas: Estratégia de

comunicação de riscos”.

As duas palestras serviram para uma reflexão conjunta, troca de ideias e esclarecimentos de dúvidas por parte dos voluntários e os palestrantes.

No dia 21 de Outubro, a equipa da Cruz Vermelha de Cabo Verde realizou uma ação voluntária simbólica na comunidade de Pedra de Lume, na ilha do sal, de entrega de cabazes com géneros alimentícios.

Esta ação foi feita pelos voluntários do Conselho Local da ilha do Sal e a equipa de colaboradores da Cruz Vermelha. Segundo a Coordenadora Nacional de Juventude e Voluntariado, Dra. Kenny Monteiro, o Conselho Local da Ilha do Sal tem desempenhado um papel dinâmico e de muitas iniciativas, contribuindo positivamente para as comunidades locais.

Introduza as suas credenciais