Últimas Notícias


Servindo Voluntariamente Cabo Verde e a Humanidade

Fonte: IFRC

Após o ciclone Idai, a rede da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho está acelerando os esforços para prevenir surtos de doenças após o Ciclone Idai, com a chegada hoje de uma Unidade de Resposta a Emergências que fornecerá saneamento para 20.000 pessoas todos os dias. 

"Depois de um desastre dessa magnitude, a velocidade, a qualidade e a escala de nossa resposta são cruciais para impedir o risco de surtos de doenças transmitidas pela água, como a cólera", disse o Secretário-Geral da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho. ), Elhadj As Sy, em uma coletiva de imprensa nas Nações Unidas em Genebra “À medida que as águas das inundações diminuem, centenas de milhares de pessoas ainda carecem de água, abrigo e assistência médica. Agora vemos ainda mais claramente as consequências reais desse desastre. ”

Muitas Sociedades Nacionais da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho também estão apoiando a resposta por meio da implantação de Unidades de Resposta a Emergências formadas por especialistas técnicos treinados e conjuntos pré-embalados de equipamentos padronizados implantados a curto prazo. 

O hospital de campanha da Cruz Vermelha fornece serviços médicos, cirurgias de emergência, cuidados maternos e neonatais, bem como serviços de internação e ambulatoriais para pelo menos 150.000 pessoas. 

Neste momento duas Unidades de Resposta de Emergência de Saúde Cruz Vermelha encontram-se a caminho de Moçambique para providenciar cuidados médicos urgentes.  A Unidade de Resposta de Emergência Logística garantirá que as mercadorias sejam recebidas e canalizadas pela alfândega, e que o transporte esteja disponível para os voluntários da Cruz Vermelha. A Unidade de Resposta de Emergência Logística desempenha um papel fundamental na garantia de que os recursos fornecidos pelos doadores sejam monitorados e gerenciados. Uma outra Unidade de Resposta a Emergências - que fornecerá água limpa para 15.000 pessoas por dia - deverá chegar nos próximos dias.

A FICV irá triplicar seu Recurso de Emergência, de um montante inicial de 10 milhões, para 31 milhões de francos suíços. Os fundos permitirão que a FICV apoie a Cruz Vermelha de Moçambique de modo a fornecer assistência de emergência a 200.000 pessoas nos próximos 24 meses.

O ciclone Idai afetou mais de 1,85 milhões de pessoas em Moçambique, de acordo com as Nações Unidas. Estima-se que 483.000 pessoas foram deslocadas pelas inundações, que destruíram e submergiram uma área de mais de 3.000 quilômetros quadrados.

Introduza as suas credenciais