Este medicamento já foi utilizado com sucesso no tratamento de diferentes tipos de vírus, como dengue, HIV, gripe, entre outros.

Cientistas australianos terão conseguido um avanço muito importante na luta contra o novo coronavírus. De acordo com o jornal "As", o desparasitante Ivermectin mostrou-se eficaz contra a covid-19, em exames realizados no Instituto de Investigação em Biomedicina, da Universidade de Monash, em Melbourne, em colaboração com o Instituto Doherty.

O medicamento, disponível em todo o mundo, consegue matar o coronavírus em 48 horas, como terá sido verificado em ensaios com culturas de células que o grupo de investigadores realizou.

Este medicamento já foi utilizado com sucesso no tratamento de diferentes tipos de vírus, como dengue, HIV, gripe, entre outros, sendo ainda necessário esperar por testes em humanos para certificar definitivamente a utilidade perante a covid-19.

"Descobrimos que mesmo apenas uma única dose poderia eliminar todo o RNA viral em 48 horas e, além disso, em 24 horas há uma redução realmente significativa", afirmaram os responsáveis pelo estudo em declarações divulgadas pela Europa Press. No entanto, eles admitiram que ainda pode demorar meses para que a Ivermectina seja aplicada a seres humanos afetados pelo coronavírus: "Precisamos de perceber agora se a dose que pode ser usada em humanos será eficaz, esse é o próximo passo".

 

Introduza as suas credenciais