Últimas Notícias


Servindo Voluntariamente Cabo Verde e a Humanidade

Muito brevemente o Conselho Local da Cruz Vermelha dos Mosteiros passará a ter a sua sede própria, que ficará localizada no sítio de Queimada Trás. Tudo indica que as obras que irão dar corpo a este grande sonho dos voluntários mosteirenses iniciar-se-ão nos próximos seis meses. E de acordo com a ideia do projeto o espaço irá albergar para além da sede da instituição ao nível local, instalações para ações sociais como lar de idosos, jardim infantil, entre outras.

A atual equipa da Cruz Vermelha de Cabo Verde, chefiada pelo Tenente Coronel Arlindo Soares de Carvalho tem feito de tudo para criar as condições básicas para fazer cumprir a natureza estatutária desta instituição humanitária, enquanto auxiliar dos poderes públicos nacionais, que são várias de entre as quais, prevenir e atenuar o sofrimento humano, como também, intervir nas áreas da saúde, educação, ambiente, juventude, terceira idade, catástrofe e primeiros socorros.

 

Para cumprir este nobre e ambicioso programa de governação têm conseguido incrementar parcerias, quer ao nível interno como a nível internacional, apostando fortemente na construção de infraestruturas que irão alicerçar as suas atividades nas 22 municipalidades existentes no país. Para isso tem contado com um forte engajamento das Câmaras Municipais.

 

Esta equipa que está à frente da Cruz Vermelha desde 2017 tem apostado fortemente, na melhoria das condições de vida das pessoas em situação de vulnerabilidade, no incremento de um ambicioso serviço de socorro e de emergência às vítimas de  calamidade, na promoção e na participação de crianças e jovens nas atividades da Cruz Vermelha, no fortalecimento da consciência do valor da solidariedade e na materialização dos projetos sociais, designadamente, no domínio da assistência aos idosos.

 

Foi assim que no passado mês de maio do ano em curso, a Câmara Municipal dos Mosteiros, presidida pelo Dr. Fernandinho Teixeira, doou à Cruz Vermelha de Cabo Verde, dois lotes de terreno com uma área total de 720 m2, localizados em Queimada Trás para a edificação da sede do seu Conselho Local e de Instalações para albergar projetos sociais.

É de salientar que conforme o contrato de doação, os lotes de terreno ofertados estão orçados em 720 mil escudos cabo-verdianas, e doravante cabe à Cruz Vermelha de Cabo Verde a implementação do projeto de acordo com o programa de governação, permitindo assim ao conselho local realizar o seu grande sonho de espaços próprios para a concretização das suas atividades.

 

Após as materialização das parcerias entre a Cruz Vermelha de Cabo Verde com as Câmaras Municipais de Santa Cruz na ilha de Santiago e a dos Mosteiros na ilha de vulcão tudo indica que dentro de pouco tempo será a vez da edilidade de S. Filipe também na ilha do Fogo visto que as negociações entre as duas instituições para a cedência de terrenos para ampliar e modernizar a sede local e os projetos sociais, assim como a edificação de uma base logística regional, tendo em conta a existência, nesta ilha, de um vulcão ativo, estão bem avançadas.

 

Aliás, na estada do Dr. Arlindo Carvalho na ilha do Fogo, aquando do empossamento dos novos dirigentes dos conselhos locais, para além da entrega de uma viatura hiace às estruturas locais, assinou com as Câmaras de S. Filipe e dos Mosteiros um protocolo que visa incentivar novas formas de governança e de gestão como o combate a pobreza, a promoção da inclusão social, a garantia de proteção civil e primeiros socorros em caso de ocorrências de situações adversas e emergenciais, entre outras.

Na ocasião, o responsável máximo da Cruz Vermelha em Cabo Verde anunciou a implementação de três projetos na ilha, sendo o primeiro relacionado com a gestão de riscos em ambiente de catástrofe, um outro com assistência sanitária nos povoados e localidades e o terceiro, destinado às mulheres chefes de famílias, denominado “clube das mães”.

Introduza as suas credenciais