Últimas Notícias


Servindo Voluntariamente Cabo Verde e a Humanidade

 

Em discurso de abertura da Assembleia-Geral da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, o Secretário-Geral da FICV, Jagan Chapagain, prestou homenagem ao papel desempenhado pelos voluntários e funcionários das Sociedades Nacionais em resposta a múltiplos desafios que o planeta tem enfrentado.

Chapagain reiterou seu compromisso com a sua agenda para renovação e suas oito prioridades transformadoras destinadas a renovar a confiança e a unidade na FICV, fortalecer a missão e as ações da rede da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho e construir uma base sólida para todas as Sociedades Nacionais, seus funcionários, e milhões de voluntários em todo mundo.

Resumindo o progresso financeiro saudável feito nos últimos dois anos, ele explicou que a FICV quase dobrou o fluxo de fundos para os programas e operações das Sociedades Nacionais, ultrapassando 800 milhões de francos suíços por ano, acrescentando que o fluxo financeiro anual consolidado para as Sociedades Nacionais, sendo que está projetada para aumentar para um bilhão de francos suíços até 2025.

 Emitindo uma nota de cautela, Sr. Champagain chamou a atenção para alguns dos desafios atuais enfrentados pela FICV, incluindo a falta de recursos regulares sustentados que impedem a FICV de escalar grandes programas que tem o maior alcance; investimentos insuficientes em liderança e coordenação estratégica e fragmentação dentro da rede da FICV que continua a criar duplicação, desperdício de esforços e recursos.

“O nosso principal objetivo é apoiar o trabalho das Sociedades Nacionais, ajudando-as a serem organizações locais fortes e eficazes, confiáveis, responsáveis e capazes de realizar programas em escala. Tudo o que fazemos deve- e faz- contribuir para este objetivo”, enfatizou.

Fonte: FICV

Introduza as suas credenciais