A Cruz Vermelha de Cabo Verde, de acordo com as grandes orientações da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho definiu, reafirmando como seu grande desafio, contribuir para a melhoria das condições de vida dos grupos vulneráveis. Nesse sentido os grupos-alvo da Cruz Vermelha de Cabo Verde são: crianças, Jovens/adolescentes, Mulheres/chefes de família, Idosos, Deficientes, Doentes Crónicos, Reclusos e Vítimas de catástrofes e é visando ajudar esses grupos que os projectos da instituição são direccionados.

Alguns dos projectos da Instituição:

  • Viver sem medo uma iniciativa que tem como propósito apoiar pessoas em situações de risco como usuários de droga, portadores de HIV e profissionais do sexo. A CVCV apoia com assistência médica, alimentação e alojamento.
  • Apoio a adolescentes/jovens e outras faixas etárias em risco.
  • Projectos/Programa de apoio aos infectados e afectados pelo VIH/SIDA.
  • Parceria com o Ministério da Saúde (CCCD e CCSSida) em programas de doação voluntária de sangue, no combate à droga, ao VIH/SIDA e IST, bem como a outras doenças transmissíveis. Consultas a doenças crónicas e apoio a diabéticos vulneráveis.
  • Sina bu nomi   tem como propósito ensinar o idoso a assinar o seu próprio nome. O projecto que está em andamento desde 2009 já evitou que muitos idosos continuassem a colocar os dedos na tinta na hora de receberem a sua pensão social.
  • Lar da terceira idade  Espaço de acolhimento de idosos. Aos beneficiários oferece alimentação, vestuário, assistência médica e actividades lúdicas. Praia, Nova Sintra, Espargos, Ribeira Brava, Tarrafal S. Nicolau, Mindelo, Paúl, Ribeira Grande e Ponta do Sol.
  • Jardins Infantis  Actualmente são nove em todo o país que visam contribuir para uma boa preparação da criança que vai entrar no ensino básico. Os jardins trabalham com crianças dos 4 aos 6 anos de idade, garantem um lanche e uma refeição quente e ainda praticam preços acessíveis a qualquer grupo social. Praia, Sta. Catarina, Tarrafal, Sta. Cruz, S. Filipe, Maio, Porto Novo, Paul e Ribeira Grande de Santo Antão.
  • Centro de Consultas de diabetes – Foi criado com o propósito de apoiar os diabéticos e evitar a propagação da doença. Só na Praia o Centro presta assistência a mais de 3 mil diabéticos, com consultas semanais envolvendo um total de 8 médicos. Além da Praia são assistidos diabéticos de São Vicente e de Ribeira Grande de Santo Antão.
  • Formação: Formação no domínio dos primeiros socorros e não só. Preparação e intervenção em caso de catástrofes naturais e emergências.
  • Parceria com o Ministério da Justiça no apoio aos reclusos de delito comum.

 

Introduza as suas credenciais